Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os parabéns do LinkedIn

05.04.18

Tenho perfil no LinkedIn e penso ser uma das melhores redes sociais que por aí andam pela democracia com que põe o nosso currículum vitae ao serviço da comunidade. 

Porém, esta semana apercebi-me de algo estranho (não sei se é recente mas só reparei agora).

Capturar.PNG

O LinkedIn permite dar os parabéns pelo aniversário das nossas conexões... mas qual a razão de ser?

 

Para dar azo aos lambe botas? Aos parabéns de ocasião?

Com lembretes de aniversário, já existe o Facebook, onde as "conexões" passam a "amigos"...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

Eles andam aí

22.03.18

Capturar_LI.jpg

 

Fui ao site de uma marca de desporto. Mais tarde, no Facebook, tinha esta mensagem "patrocinada".

E ainda têm a lata de escrever: "Agora que nos visitaste recentemente ..." Mas eu visitei o site não a página do Facebook!!!

 

É assuatdor este bigbrother de algoritmos. Sinto-me vigiado no meu próprio computador. Já sei que "aceitei" os cookings e essas cenas, mas bolas! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52

Wannacry, as toupeiras e o abre-olhos

21.03.18

Em Maio de 2017, escrevi um post sobre a importância e o alerta de um mega ataque informático chamado Wannacry.

 

As fragilidades da sociedade de informação quanto à proteção de dados foram postas completamente a nu.

 

Nos últimos dias, vieram a nu mais casos: o uso de informações abusivas do Facebook nas eleições americanas e um caso de corrupção desportiva em Portugal (designado por e-toupeira) com o uso indevido de passwords.

 

Sobre o caso e-toupeira, este foi denunciado, mas quantas mais toupeiras existiram por aí?

 

Assim, parece que não se aprende nada com os ataques globais e depois põe-se as mãos à cabeça e culpa-se o progresso. 

Quando abriram os olhos?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58

A Lili Caneças e as redes sociais

08.11.17

Grande rebuliço que vai por aí, com os caça likes e os "anónimos".

 

Lili Caneças, uma figura pública, fez uma capa ousada que tocou em mais um preconceito da sociedade portuguesa: a sensualidade na terceira idade. 

É um tema fraturante, sobretudo quando as pessoas mais velhas em Portugal foram educadas no Estado Novo, perante uma filosofia de vida conservadora e católica. Podemos discordar desta exposição, mas o que tem de indigno?

DN8ajIRW0AACjA5.jpg

 

A fotografia não tem nenhum conteúdo sexualmente explícito, mas muitos vêm um alvo para lançar a sua maldade, o caça ao "like" e às visualizações, bem como ser os ldieres de rankings de piopularidade. Tudo ´com base no escárnio. Já li de tudo por aí....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29

Justiça e as redes sociais

06.11.17

Nos últimos dias 4 situações deram que falar na Justiça portuguesa:

justiça-cega.jpg

 

- O caso Carrilho

Condenação com pena suspensa de um homem que praticou violência doméstica sobre a sua esposa, expondo a vida privada alheia em praça publica. Esse homem só por acaso é um ex-ministro e só por acaso foi tratado por "Doutor" pelo juíz, enquanto a vitima foi tratada por "Barbara" e em tom recriminatório pelo juíz.

Se fosse o Zé bebedolas onde não tem onde cair morto sairia com pena suspensa?

Será que foi apenas considerado "culpado" para não ser criticado pelas associações feministas?

 

- O caso Neto de Moura

Onde a justificação para uma sentença quase infame para uma justiça cega e laica, apenas foi discutida depois do caso ter sido tornado público por um jornal e depois de uma petição nas redes sociais ter questionado a conduta do juíz.

 

- O caso dos incendiários reincidentes

São presos e logo a seguir saem em liberdade, causando um verdadeiro terrorismo. Se com o terrorismo islâmico move-se montanhas, porque razão se desvaloriza os crime incendiário que causou mais de 100 mortos oficiais.

Será que é preciso um vídeo em flagrante delito, para se pôr punições mais dissuadoras?

 

- O caso Urban

As imagens são chocantes, mas também me chocou o facto de já ter havido 32 queixas só nos últimos 4 meses.

Foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas. Isto é muito grave para a segurança portuguesa.

Levanta-me questões: porque não foi feito nada antes após 32 (!) denúncias? Haverá algum medo da Polícia? Conflitos de interesses? Era falta de provas? Porque foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas? Perante as denuncias no Google e Trip Advisor, o que foi feito pelas autoridades?

 

Muitas dúvidas, que me levam a crer que a nossa Justiça/Admnistração Interna estão a agir mais pelas redes sociais do que pela prevenção.

É preciso haver vídeos, petições e burburinho nos media para se tomar medidas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Será o guia turístico o melhor emprego do mundo?

09.10.17

Ser guia turístico é muitas vezes identificado por um dos melhores empregos.

 

Conheço uma antiga professora minha que com os problemas de colocação, mudou de vida e passou a trabalhar como guia turística. Trabalha em regime de outsourcing de grandes companhias de circuitos em Portugal.

 

Olhar para o Facebook e Instagram dela mete inveja, muita inveja. Fotos diárias de sítios diferentes de Portugal, desde o Algarve a Bragança. Muitos pormenores, muitas fotos panorâmicas, muito conhecimento, muitas experiências diferentes: pessoas, sabores, vistas, etc.

 

Dizia-me estes dias que adorava o que fazia, sentia-se realizada, mas que o reverso da medalha. Tinha de se sujeitar às marcações de última hora das empresas que a contratavam, aturar pessoas mal criadas e sobretudo não tinha muito tempo para a sua vida pessoal. Estar com os amigos, constituir família e quando os outros estão de férias, ela trabalha.

 

De facto, não há almoços grátis...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43

Maioridade como blogger

11.09.17

Dei mais um passo como blogger!

Patrocínios? Não

Viagens à pála? Também não. 

 

Então? Haters!

 

Ainda não me tinham aparecido. O Sapo Blogs destacou um post na semana passada em que criticava os serviços da Caixa Geral de Depósitos ( o post já era Julho) e além de visitas e comentários sem perfis, vieram as críticas anónimas de brinde.

Como sou bom anfitrião, até lhe dedico um post!

 

À "ana", seja lá quem for, agradeço o comentário, mas ao contrário do que propõe vou manter a porta aberta para que possa discutir e argumentar as suas ideias e contributos para me tornar mais informado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:28

Não Facebook

11.07.17

Não Facebook, não vou dizer nem a ti, nem aos amigos se vou ao não evento.

Facebook - Cópia_LI (2).jpg

À dias atrás, coloquei um "Com Interesse" num evento de modo a receber as notificações, pois estava interessado em ir. Na véspera, o Facebook manda-me com a maior das latas o pedido de confirmação para avisar a malta (não era a organização do evento, note-se!).

 

"Atenção malta!, Amanhã, dia X, o "Último" vai estar no evento Y à hora Z". 

 

A quem interessa que eu vá, já sabe que vou. Não preciso que o Facebook, os utilizadores da informação do Facebook e o Mundo saiba onde vou estar, com quem vou estar e a que horas vou estar e muito menos com antecedência. De qualquer das formas, obrigado Facebook por contribuires para a minha socialização, já que não sou mal agradecido !

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:23

O vídeo da inclusão no concerto solidário

02.07.17

Encontrei o vídeo no youtube da Raquel tavares e da tradução da linguagem gestual da Senhora da RTP (que falei aqui).

 

Tenho de dar os meus parabéns porque captou a minha atenção no canto inferior direito e transmitiu uma energia incrível.

Dou por mim a imaginar o que sentem os destinatários daquela tradução. Um surdo até pode perceber a letra da canção, mas não faz ideia se a música é divertida ou é uma balada.

 

Deve ser bem diferente vibrar e imaginar os sons da música, ver uma pessoa sorridente, divertida e deixar-se contagiar pela energia da canção. A Senhora deu-se ao trabalho de simular gestualmente uma bateria, a guitarra, etc.

 

Dou os meus parabéns à Senhora da RTP  que me fez refletir e nos alertou para esta necessidade de inclusão de todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34

Publicidade nos sites dos jornais

22.05.17

Se há uma coisa que me irrita é entrar num site e haver publicidade obrigatória que não me permite saltar ou cuja "cruz" para o fechar está escondida.

 

No telemóvel ainda é pior, pois o cartaz não está dimensionado (talvez intencionalmente) para aparecer o "skip add". Se em alguns sites até percebo, agora em jornais de referência como o "Público" ou o "Expresso" acho que o estatuto desses títulos não justificava estas críticas nem esta alienação aos iogurtes gregos da Danone ou ao mais recente anuncio da Vodafone.

 

Irritante é também ver um vídeo da rede Sapo, do Jornal de Notícias ou da TVI. Temos sempre que levar com anúncios no mínimo com meio minuto e com a agravante de nem sempre dar para retirar o som.

 

Mesmo que não queiramos, somos impingidos com anúncios que não nos interessam para nada no nosso ócio e sem a possibilidade de fazer zapping.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Blogs Portugal