Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Limpeza de likes, amigos, seguidores e a seguir

07.02.19

redes sociais.jpg

Sabem o que fiz este domingo à tarde?

 

Estive a rever no:

- definições de privacidade das redes sociais

- Facebook: amigos e páginas que seguia

- Instagram: seguidores e quem seguia

 

Façam esse exercício e vão-se aperceber da quantidade de lixo que têm nas vossas contas!!!

Andava a procrastinar esta tarefa. Depois de ver a reportagem na SIC sobre as redes sociais, não perdi mais tempo. Domingo, dediquei uma hora e vamos por partes:

 

Facebook -amigos

Felizmente, não apaguei muitos. Conhecia todas as pessoas que apaguei. Quando mudei de emprego, em 2015, já tinha limpo alguns perfis propositadamente.  Domingo, apenas limpei algumas pessoas que cancelaram a conta, mas o FB manteve-as ativas.

 

Facebook - páginas que seguia

Aqui sim, foi a surpresa e o choque! Estava a contribuir com o meu "gosto" em mais de 30 páginas para as quais não me dizem nada.

Nalgum momento do tempo interessou-me (passatempo? Alguém recomendou? Achei o conteúdo interessante?). Mas a maioria não conhecia, nem recebo notificações no feed.

Deixei de contribuir para essas estatísticas. Pura poluição!

 

Instagram - quem me segue

Felizmente também, tenho tido algum cuidado em quem aceito. Tirando uma outra marca ou daqueles influencers que pedem amizade e se esqueceram de desamigar, não eliminei quase nada. Aliás, destes, ultimamente não aceito ninguém. Estou descansado.

 

Instagram - quem sigo

Aqui também limpei algumas páginas que seguia e não conhecia... Também por passatempos ou porque me interessou nalgum momento do tempo, estava a seguir.  Reparei também que seguia alguns jogadores de futebol e nem sabia. Limpei tudo o que não me interessa.

 

Se tivermos em conta que o Facebook é dono do whatsapp, Snapchat e Instagram, lamento desiludir algumas marcas e deixar de ser mais um número nas suas estatísticas.

 

Um não vale nada, por isso, sugiro-vos: façam a experiência, cuidando da vossa privacidade: verifiquem onde têm o like e quem vos segue ;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

O alvo fácil

21.10.18

Todas as redes sociais falam e toda a gente "carnal" fala - a polémica da Maria Leal.

 

Um alvo fácil, com muitas atitudes e memes jucosos (rende likes e visualizações...) e sem ouvir a versão dela.

 

Honestamente parece uma espécie de bullying que muitas almas condenam, mas o praticam - põem like e gozam com a situação.

 

Vi ontem na "box" a reportagem e reparei que não ouviram os dois lados da história e para fazer render o peixe até vai haver uma "parte 2".

 

Se for verdade o que foi dito, é naturalmente eticamente reprovável. Quanto a mim, não pus nenhum like, nem vi nenhum youtubber, nem vou contribuir mais para buzz desta situação.

Capturar.PNG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:49

Breves do Último

10.10.18

- Cordon Bleu

Hoje fiz Cordon Bleu para o jantar e para a marmita de amanhã.

Comprei os do Lidl (congelados) mas achei muito salgado...

 

.- Viktoria Marinova3500.jpg

É o nome da jornalista búlgara violada e assassinada esta semana. A jornalista investigava corrupção relacionada com fundos europeus e a sua estação confirmou que recebeu ameaças aos seus jornalistas.

Em pleno União Europeia, aconteceu uma coisa destas, como no terceiro mundo.

A União Europeia, do qual faz parte, não pode permitir estes atentados, estes crimes à liberdade de imprensa e assassinatos.

Já em Outubro foi a maltesa Daphne Caruana Galizia a ser assinado ao detonarem uma bomba no seu carro.

Mas as redes sociais preferem falar do Cristiano Ronaldo.

 

- Maior fã

O Facebook anda sempre a inventar. Agora saiu-se com este tag nos comentários às páginas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19

Detox digital

02.07.18

19829553_ONEkW.jpegEste fim de semana ao ler um artigo sobre a influência das novas tecnologias nas pessoas e o impacto nos

acidentes de viação (condutores e peões), surgiu a expressão "detox digital".

 

Fiquei a pensar nela.

 

A tecnologia está tão presente na nossa vida e eu tenho explorado esse tema no blog, em particular com a exposição de crianças (respetivos pais)  em blogs como forma de promoção social e negócio.

O artigo debatia sobre até que ponto não  "andamos fartos de andar online?" e que já há hoteis com o conceito de no check in deixar o telemovel num cacifo.

 

É impressionante pensar já surge a necessidade de não estarmos online, havendo até apps que ajudam: controlam o nº de desbloqueios de teclado e permitam bloquear outras app's por tempo limitado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:21

Os parabéns do LinkedIn

05.04.18

Tenho perfil no LinkedIn e penso ser uma das melhores redes sociais que por aí andam pela democracia com que põe o nosso currículum vitae ao serviço da comunidade. 

Porém, esta semana apercebi-me de algo estranho (não sei se é recente mas só reparei agora).

Capturar.PNG

O LinkedIn permite dar os parabéns pelo aniversário das nossas conexões... mas qual a razão de ser?

 

Para dar azo aos lambe botas? Aos parabéns de ocasião?

Com lembretes de aniversário, já existe o Facebook, onde as "conexões" passam a "amigos"...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:53

Eles andam aí

22.03.18

Capturar_LI.jpg

 

Fui ao site de uma marca de desporto. Mais tarde, no Facebook, tinha esta mensagem "patrocinada".

E ainda têm a lata de escrever: "Agora que nos visitaste recentemente ..." Mas eu visitei o site não a página do Facebook!!!

 

É assuatdor este bigbrother de algoritmos. Sinto-me vigiado no meu próprio computador. Já sei que "aceitei" os cookings e essas cenas, mas bolas! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:52

Wannacry, as toupeiras e o abre-olhos

21.03.18

Em Maio de 2017, escrevi um post sobre a importância e o alerta de um mega ataque informático chamado Wannacry.

 

As fragilidades da sociedade de informação quanto à proteção de dados foram postas completamente a nu.

 

Nos últimos dias, vieram a nu mais casos: o uso de informações abusivas do Facebook nas eleições americanas e um caso de corrupção desportiva em Portugal (designado por e-toupeira) com o uso indevido de passwords.

 

Sobre o caso e-toupeira, este foi denunciado, mas quantas mais toupeiras existiram por aí?

 

Assim, parece que não se aprende nada com os ataques globais e depois põe-se as mãos à cabeça e culpa-se o progresso. 

Quando abriram os olhos?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:58

A Lili Caneças e as redes sociais

08.11.17

Grande rebuliço que vai por aí, com os caça likes e os "anónimos".

 

Lili Caneças, uma figura pública, fez uma capa ousada que tocou em mais um preconceito da sociedade portuguesa: a sensualidade na terceira idade. 

É um tema fraturante, sobretudo quando as pessoas mais velhas em Portugal foram educadas no Estado Novo, perante uma filosofia de vida conservadora e católica. Podemos discordar desta exposição, mas o que tem de indigno?

DN8ajIRW0AACjA5.jpg

 

A fotografia não tem nenhum conteúdo sexualmente explícito, mas muitos vêm um alvo para lançar a sua maldade, o caça ao "like" e às visualizações, bem como ser os ldieres de rankings de piopularidade. Tudo ´com base no escárnio. Já li de tudo por aí....

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29

Justiça e as redes sociais

06.11.17

Nos últimos dias 4 situações deram que falar na Justiça portuguesa:

justiça-cega.jpg

 

- O caso Carrilho

Condenação com pena suspensa de um homem que praticou violência doméstica sobre a sua esposa, expondo a vida privada alheia em praça publica. Esse homem só por acaso é um ex-ministro e só por acaso foi tratado por "Doutor" pelo juíz, enquanto a vitima foi tratada por "Barbara" e em tom recriminatório pelo juíz.

Se fosse o Zé bebedolas onde não tem onde cair morto sairia com pena suspensa?

Será que foi apenas considerado "culpado" para não ser criticado pelas associações feministas?

 

- O caso Neto de Moura

Onde a justificação para uma sentença quase infame para uma justiça cega e laica, apenas foi discutida depois do caso ter sido tornado público por um jornal e depois de uma petição nas redes sociais ter questionado a conduta do juíz.

 

- O caso dos incendiários reincidentes

São presos e logo a seguir saem em liberdade, causando um verdadeiro terrorismo. Se com o terrorismo islâmico move-se montanhas, porque razão se desvaloriza os crime incendiário que causou mais de 100 mortos oficiais.

Será que é preciso um vídeo em flagrante delito, para se pôr punições mais dissuadoras?

 

- O caso Urban

As imagens são chocantes, mas também me chocou o facto de já ter havido 32 queixas só nos últimos 4 meses.

Foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas. Isto é muito grave para a segurança portuguesa.

Levanta-me questões: porque não foi feito nada antes após 32 (!) denúncias? Haverá algum medo da Polícia? Conflitos de interesses? Era falta de provas? Porque foi preciso haver um vídeo nas redes sociais para se tomar medidas? Perante as denuncias no Google e Trip Advisor, o que foi feito pelas autoridades?

 

Muitas dúvidas, que me levam a crer que a nossa Justiça/Admnistração Interna estão a agir mais pelas redes sociais do que pela prevenção.

É preciso haver vídeos, petições e burburinho nos media para se tomar medidas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Será o guia turístico o melhor emprego do mundo?

09.10.17

Ser guia turístico é muitas vezes identificado por um dos melhores empregos.

 

Conheço uma antiga professora minha que com os problemas de colocação, mudou de vida e passou a trabalhar como guia turística. Trabalha em regime de outsourcing de grandes companhias de circuitos em Portugal.

 

Olhar para o Facebook e Instagram dela mete inveja, muita inveja. Fotos diárias de sítios diferentes de Portugal, desde o Algarve a Bragança. Muitos pormenores, muitas fotos panorâmicas, muito conhecimento, muitas experiências diferentes: pessoas, sabores, vistas, etc.

 

Dizia-me estes dias que adorava o que fazia, sentia-se realizada, mas que o reverso da medalha. Tinha de se sujeitar às marcações de última hora das empresas que a contratavam, aturar pessoas mal criadas e sobretudo não tinha muito tempo para a sua vida pessoal. Estar com os amigos, constituir família e quando os outros estão de férias, ela trabalha.

 

De facto, não há almoços grátis...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:43


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal