Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O xico-espertismo

21.02.19

dessert-3765572_960_720.jpg

Esta situação aconteceu há alguns dias, mas esqueci-me de partilhar.

 

Passou-se no Eleclerc.

Raramente vou a esse supermercado. Só mesmo em SOS por ser perto de casa e "por estas e por outras" situações que vos vou contar.

 

Num destes SOS, tive que ir comprar iogurtes porque não tinha nenhum para o pequeno almoço do dia seguinte. Vi um pack de 6 unidades da marca Longa Vida e trouxe estes. Depois de pagar e quando ia para o carro, por acaso, reparei que a data de validade acabava no dia ... seguinte. Olhei à volta da embalagem para ver se não tinha reparado nalguma etiqueta especial com "a aproximação do fim da data de validade". Não tinha!!! Fui devolver.

 

A isto chama xico espertismo. Vender mais barato e não explicar ao consumidor o porquê é golpe baixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

Asfixia

29.01.19

Este fim de semana comentava-se à mesa que no espaço dos últimos três meses, o Continente tinha aberto três Continentes Bom Dia no raio de 10 kms (aprox). Isto a somar aos três já existentes nessa mesma distância.

 

Esta avalanche, além de exagerada, é asfixiante não só para as pequenas mercearias mas também para a restante concorrência. E a Mercadona só abrirá no Verão e a 30 km... Até lá, ainda vamos chegar ao ponto de ter um hipermercado desta insignia por freguesia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:39

Do fim de semana

07.01.19

Este fim de semana, foi bastante preenchido. 

 

No sábado, fui visitar uma fábrica, cujos donos são amigos dos meus pais. Como a fábrica estava a laborar de manhã, convidaram a minha família a visitar o processo produtivo. Um deles contou a história da empresa, os produtos, que os irmãos começaram do zero, as dificuldades de ser empreendedor e empresário em Portugal, o alto carácter inovador do negócio, etc. Impressionante a paixão e orgulho com que fala do seu rebento.

Aprende-se bastante nestes contactos.

 

Porém, já a minha mãe me tinha dito que metade da família lá trabalha e que um dos filhos de apenas 22 anos já trabalhava lá e tinha plenos poderes.

As empresas familiares são assim: ou funciona bem ou funciona mal.  Durante a conversa não perguntei como era o nível salarial, mas olho sempre de lado para a geração que tem tudo de mão beijada e que não lutou para ter um emprego ...

 

Depois fomos almoçar fora. Aproveitei para tirar esta foto à praia. 

IMG_20190105_131831.jpg

À tarde fui à São Silvestre de Espinho, a única em que me inscrevi. Antes fui espreitar o programa da RTP que estava a decorrer em direto ao lado da partida. Chamou-me a atenção a simpatia do apresentador mesmo no intervalo, com as câmaras desligadas, bem como a grande frota que a RTP alocou ao programa em direto. Muitos e muitos carros.

IMG_20190105_171803.jpg

Quando cheguei e depois de tomar banho, o meu pai perguntou-me se queria ir jantar fora. Depois de 10 kms já só tinha fome.

 

No domingo, de manhã aproveitei para ir ao calçadão da praia novamente. De tarde, fui ao Aldi com os meus pais ver se encontrava as famosas almôndegas de soja, mas ... nada. Reparei sim, que a aveia Bio é mais cara 0.80 € no Aldi face ao Lidl...

IMG_20190106_101424.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:34

Identidade das marcas

02.01.19

Não sei se vos acontece o mesmo, mas há marcas que quando vejo alguém com elas ou passo por uma loja associo logo a contrafação e as suas vendas ambulantes na "Boutique C".

 

Isto ocorreu-me em relação à Fila e à Calvin Klein, porque tenho reparado na publicidade dos últimos dias, na Internet, em relação à marca desportiva e porque quando passo na loja do Nassica da Calvin Klein me lembro disso.

Fila_logo.svg.png

Devido a essa associação, são duas marcas que por muito boas que sejam tenho essa má reputação na minha cabeça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06

Um dia nas compras

27.12.18

Aproveitei este dia de férias para resolver alguns assuntos que ia acumulando desde Agosto. 

À vinda embora, aproveitei para passar pelo Continente, pois tinha alguns cupões de mercearia que preciso e costumo comprar. Só compro nesta insígnia quando tem cupões que me interessa e hoje veio reforçar esta minha evitação.

 

- Azeite Oliveira da Serra

Um dos cupões era para esta marca de azeite.

Curiosamente a garrafa que ainda estou a gastar também foi comprada por um cupão.

Escolhi o biológico por ser o mais saudável, mesmo sendo mais caro que o Gallo e que o da marca branca. 

Primeiro que desse com ele, foi complicado. Ao fim de alguns minutos a percorrer toda a estante duas vezes, lá o encontrei escondido. A garrafa branca com letras alaranjadas fizeram-me associar a especiarias. Nunca pensei que fosse bio!

 

Senhores do Marketing do Azeite da Serra, têm que trabalhar melhor esta gama no ponto de venda!

 

Quando fui pagar à caixa, a menina alertou-me que o cupão não estava a ser lido. Confirmamos que não havia nenhum asterisco com o "excepto biológicos". Encaminhou-me para o balcão de informação e vou ficar duas semanas à espera que me creditem o saldo em cartão por erro do Continente.

 

- Bolachas integrais

Costumo comprar destas bolachas e o seu preço eram 0,65 €. Hoje estão a 0,79 €.

Espero que este aumento de 0,14 € não seja para fazer promoção daqui a dias, enganando os clientes.

bolacha continente integral.PNG

 

 

Vêm porque evito ir ao Continente...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28

Breves do Último

22.12.18

- CM Montalegre

Li que a Câmara de Montalegre ia homenagear o presidente de um grande clube de Lisboa que quis um sorteio que lá fosse jogar. Ia, mas não o chegou a fazer porque o homenageado ficou doente.


Quando se diz que há desinvestimento no Interior, estas atitudes provincianas e descabidas de razoabilidade ajudam a justificar porque não se investe, se capta nem retem pessoas e nem talentos.

A culpa não é só da geografia, nem das montanhas, é também da mentalidade das pessoas e instituições.

 

- Os coletes amarelos

O protesto dos coletes amarelos em Portugal confirmou o que previ: pouca adesão, com extremistas  a espalharem violência e anarquismo a serem detidos. A pouca credibilidade que tinha, confirmou-se. Quer dizer, no futuro até pode ter, mas tem de sser uma causa nacional, mas não prostestar porque sim.

Quando li que tinha havido confrontos e pontapés em Braga e no Porto, fiquei logo desiludido. O comum das pessoas e contribuintes não se revê nestes comportamentos.

 

-  Berg

Numa altura em que os trails, corridas, ginásios e afins estão na moda, as marcas e lojas desportivas da Sonae afundam em prejuízos. Tal até levou a Sport Zone a fundir-se com a JD Sports.com e a agora a descontinua a marca Berg. Não me surpreende.

E não é só pelo símbolo enorme e feio que coloca nos casacos polares. Basicamente, por duas razões: uma pelas conversas de café sobre a pesada estrutura da empresa, outra pelo conceito de loja: muito confusa, muito stock, fraca qualidade da marca própria e quase nenhum vendedor. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:28

Ainda ontem era terça

21.11.18

... e a minha caixa de entrada de sms estava assim:

Screenshot_20181120-214427.png

Acho que a Black Friday é de aproveitar se as pessoas realmente precisarem de alguma coisa e se acompanharem os preços umas semanas antes. Há sempre os chicos-espertos que aumentam nas vésperas e depois anunciam descontos.

 

Eu queria comprar um casaco impermeável de corrida com carapuço para o caso de ser apanhado pela chuva. Vou ver se encontro alguma coisa de jeito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:48

Desafios nas compras

15.11.18

shopping-1165437_960_720.jpg

Quando vamos a determinada insignia de supermercado, já sabemos mais ou menos onde estão as coisas.

O Pingo Doce e o Minipreço têm a fruta a entrada, o Lidl os chocolates e a padaria, o Jumbo começa com os eletrodmésticos do lado direito e a roupa do lado esquerdo e Continente ... não sei.

 

Na 2ª feira precisei de ir a um Continente diferente do habitual, com as secções todas com outra de ordem e sítio. O meu desafio foi encontrar as bolachas.

Habitualmente no Continente costumam estar na zona da mercearia, a seguir à fruta. Neste layout, estão ao fundo da entrada junto à padaria. 

Ora, primeiro que eu desse com elas foi um "dia de juízo".

Segundo, estavam mais recuadas no corredor.

Terceiro, enquanto o cliente anda à procura das coisas, é tentado a comprar mais coisas, pois é "forçado" a passear e a ver os produtos.

 

O Continente sabe-a toda!

 

P.S.: O Último é um dos finalistas dos Sapos do Ano. Um agradecimento aos mentores da iniciativa e aos outros 72 nomeados, sendo finalistas ou não finalistas. Fico orgulhoso de estar junto de blogs muito bem escritos, idealizados e com muita qualidade :) . As votações já começaram aqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:13

Breves do Último

30.08.18

Pequenas coisitas desta semana atribulada devido ao aconteceu ao meu computador.

- Aveia biológica

Ao pequeno almoço costumo comer aveia com iogurte. às vezes compro frutos secos e misturo, mas não muitas vezes porque costumam ser caros.Na 3ª feira vi esta aveia biológica à venda no Lidl. Um preço acessível e passei das palavras (da defesa do ambiente e da sustentabilidade) e trouxe-a. Já experimentei. O sabor é igual às outras, mas sendo biológica, passou a ser primeira escolha.

IMG_20180828_195214.jpg

 - A Câmara de Amarante

Em Junho, fui à Amarante como vos contei aqui. No post critiquei o "trânsito"  de carros em ruas que eram pedonais e que não respeitavam a sinalização.

Como cidadão e defensor da aititudes de cidadania fiz o que achei correto: escrevi um email à secção de Turismo da Câmara de Amarante a relatar e alertar a situação.

Sabem o que me responderam?

Nada.

Nem um "lamentamos" ou um simples "obrigado".

Como pode uma pessoa sentir-se incentivada a intervir para a sociedade se são as entidades (e funcionários) públicos os primeiros a ignorar?

21085417_sHaFL.jpeg

- Aretha Franklim

Já foi há alguns dias, mas não me esqueci. Um ícone da música que consta no meu MP4.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:47

Uma t-shirt demasiado barata

01.07.18

IMG_20180629_124040.jpg

 Esta semana estive de férias a aproveitei para ir aos saldos comprar um t-shirt para dormir, pois as minhas já são do ano passado e estão em modo de ir para o lixo.

 

Comprei uma por 2 Euros numa loja low-cost da Inditex. Quando cortava a etiqueta reparei que era "Made in Portugal".

Se paguei 2 €, sem o IVA o preço de venda da loja foi 1,63 €.

 

Se esta tiver margem, qual terá sido o preço de venda da textil portuguesa à Inditex?

 

Este exemplo é preocupante e revela uma caracteristica do sector textil português: vende barato, praticando salários baixos e rastejando às grandes cadeias espanholas. Se gosto de privilgear o que é nacional, neste caso, preferia que não fosse.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal