Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Turistando pelos Passadiços do Uíma - Fiães

04.06.20

Sábado fui aos Passadiços do rio Uíma em Fiães, Santa Maria da Feira.

IMG_20200530_104601.jpg

Os passadiços ficam muito perto da EN1 e do centro da freguesia de Fiães.

Percorrem as margens do rio Uíma. Não tem paisagens espetaculares, mas é essa simplicidade que lhe conferem a característica de uma agradável passeio e sem grandes confusões.

Não sendo muito extensos, permitem uma boa gestão de esforço, têm muitas árvores e sombra. 

IMG_20200530_104715.jpg

Um dos parques de estacionamento fica na estrada nacional 326 que vai dar a Arouca e fui o que escolhi. Segundo o GPS são cerca de 4,5 km ida e volta.

Comecei a caminhada para sul. Encontramos parte de passadiço e parte de trilho em terra.

IMG_20200530_105414.jpg

As quedas de água são sempre especiais.

IMG_20200530_105656.jpg

IMG_20200530_105755.jpg

IMG_20200530_110349.jpg

Encontramos estes bancos de madeira.

IMG_20200530_105650.jpg

Muita fauna e flora.

IMG_20200530_112257.jpg

IMG_20200530_113208.jpg

Ao longo de todo o percurso, o rio acompanha-nos.

Terminado o lado sul, fui ver como era o lado Norte dos passadiços.

Tem menos árvores e o percurso é mais curto.

Logo à entrada, depois de descer as escadas da estrada, vemos este ginásio ao ar livre.

Não obstante o bom estado de manutenção, não tem sombra. Nos metros seguintes, junto a esta pérgola tem uma relva que dá para fazer piqueniques.

Seguindo, passamos mais uns bancos em madeira e vemos esta ponte de passadiço. A engenharia deixa-nos sempre impressionados, sendo esta relativamente simples.

IMG_20200530_115428.jpg

Uns metros mais à frente, chegamos a Lobão e ao fim dos passadiços. Porém, vale a pena subir a ponte e atravessar a estrada.

Sabem que aquelas imagens pitorescas das vilas mais interiores, com os plátanos largos e por debaixo o parque de merendas com um coreto ao lado? Encontramos aqui.

IMG_20200530_120159.jpg

Junto à ponte encontramos mais uma queda de água.IMG_20200530_115727.jpg

Plantas no meio do rio :)

IMG_20200530_120032.jpg

Umas cabrinhas esfomeadas :)

IMG_20200530_115734.jpg

Em frente uma capela com o santo à janela - Capela Nossa Senhora da Livração - Lobão.

Capela.PNG

À vinda ainda encontrei estes patinhos no rio.

IMG_20200530_120330.jpg

Estes passadiços valem a pena. São curtos, simples, mas exploram um lado menos conhecido da zona de Fiães e de Lobão. Vale a pena conhecer!

Como pontos negativos sublinho um fácil de resolver: não existe passadeira a ligar a parte norte e sul numa Estrada Nacional movimentada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07

Matar saudades da Madeira (2011) - turistar pela ilha

12.04.20

Estes dias são bons para recordar passeios. 

Vou recuar a 2011. As primeiras férias que fui eu quem pagou, no final do primeiro ano de trabalho.

P8190067.JPG

P8190068.JPG

Foram uns dias à Madeira. Foi a primeira vez que lá fui.

Nessa altura não havia incêndios, foi antes do temporal e não havia a estátua do Cristiano Ronaldo.

Recordo-me que não aluguei carro. A insegurança da pouca experiência em condução, minha e de quem foi, fez-nos recorrer aos autocarros de carreira.

 

Funchal

P8200128.JPG

P8230269.JPG

P8200089.JPG

Esta é uma das principais ruas do Funchal, onde fica o mercado dos Lavradores. No dia do temporal que há-de ficar nas nossas memórias reconhecia logo.

O Mercado dos Lavradores é um dos grandes momento da visita à ilha. As fotos falam por si.

P8200095.JPG

P8200099.JPG

P8200094.JPG

P8200093.JPG

Recordo-me de ter ido de Funchal à Ribeira Brava e de no caminho de volta termos parado em Câmara de Lobos. Duas cidades encantadoras.

 

RIbeira Brava

Não tenho fotos que o demonstrem, mas a cidade está construída na foz de um ribeira que desce as montanhas. Pelo nome deixa antever como seria no passada a sua bravura.

P8210177.JPG

P8210187.JPG

 

Câmara de Lobos

Vila piscatória com uma marina muito tradicional e pitoresca

P8210203.JPG

P8210202.JPG

P8210172.JPG

Pelo caminho entre Câmara de Lobos e o Funchal passa-se pelo Lido (zona dos hóteis) e há imensas piscinas naturais e praias (sem areia) pelo percurso.

P8230256.JPG

P8210207.JPG

P8210208.JPG

No outro dia, fomos do Funchal a Santana, com a parrticularidade da carreira ir literalmente pelo meio das montanhas e um cenário pouco habitual. O autocarro chegava à aldeia longínqua da montanha, invertia à marcha e voltava à estrada principal. No regresso, paramos o resto da tarde no Machico, onde havia uma praia de areia branca.

Vistas do autocarro na costa sudeste da ilha. Deslumbrante.

P8220245.JPG

P8220240.JPG

P8220247.JPG

Santana

Fiquei um pouco desiludido. Só tinha estas casinhas no centro da cidade que vendiam artesanato.

P8220243.JPG

 

Surpreendente na ilha é o aeroporto, cuja plataforma entra mar dentro.

No Funchal, além do Mercado, pontos obrigatórios foram o Jardim Santa Catarina,  e na altura o Jardim Botânico.

Soube que este ficou danificado pelos incêndios dos últimos anos. Fica aqui o "antes":

P8200153.JPG

"Jardim Botânico da Madeira - Eng. Rui Vieira - 1960-2011"

 

P8200147.JPG

P8200148.JPG

P8200150.JPG

P8200142.JPG

À beira existe a longa marina do Funchal e a vista sobre a encosta do Funchal. Lá em cima estavam sempre nuvens de chuva.

P8200120.JPG

P8200126.JPG

 

P8200136.JPG

Todas estas fotos foram tiradas em 2011, a última vez que visitei a Madeira.

Provavelmente a Luísa saberá quão atualizadas estão estas paisagens   mas mais curioso estou por saber como é hoje em dia o Jardim Botânico depois da destruição.

Um destino para regressar e conhecer o famosos miradouro do cabo Girão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:52

Matar saudades do Porto - turistar pela cidade

01.04.20

Estes dias são de isolamento, mas porque não falarmos de sítios que gostamos para matar saudades?

Vou falar do Porto, que é das cidades onde mais gosto de turistar.

IMG_20200215_115902.jpg

Estudei 4 anos na cidade e trabalhei 5 anos na cidade. Habituei-me primeiro a frquentar o Metro e ver o rio duas vezes por dia do alto da Ponte Dom Luís e depois a passar a Ponte Arrábida.

 

Por essa razão, quando opto por turistar, vou de comboio, sem a pressão do estacionamento. Andar a pé. Sair em General Torres, descer até ao cais de Gaia, percorrê-lo, ver o rio, o artesanato à venda, petiscar no Mercado da Beira- Rio (ficou espetacular depois da remodelação), atravessar o tabuleiro inferior da Ponte, percorrer a Ribeira e subir as Flores ou a Mouzinho da Silveira. Chegado a São Bento, ou pelas Cardosas, podemos subir aos Clérigos, cruzar até à Lello e chegamos às confeitarias/brunchs do Instagram. Percorrer a Cedofeita e vir parar aos Aliados e de seguida ir às ruas de comércio de Santa Catarina e Sá da Bandeira. É percurso para um dia.

IMG_20200215_115913.jpg

Há muitos roteiros, sendo este um dos meus preferidos.

 

Um dos roteiros que queria explorar mais é o da Sé do Porto, atravessar o tabuleiro superior a pé (sem selfies no meio da linha do Metro) e chegar ao Jardim do Morro. Depois de lá estar porque não, subir ao Mosteiro da Serra do Pilar e tirar mais fotos?

IMG_20200215_141105.jpg

Com o crescimento do turismo, claro que há empresas que fazem tours Porto e que permitem aos turistas visitar o Porto a pé, ou de segway, GoCar, ou de bicicleta como a Bluedragon. Escolhem os pontos mais importantes, contam histórias,  havendo várias opções. Em vez de só vermos ou termos um livro à frente, porque não ouvir quem sabe e conhece?

IMG_20200215_140740.jpg

Seja como for,  sugiro sempre boa disposição, vontade de fotografar, sentir, admirar e conhecer.

Tirei estas fotos à um mês, por enquanto, pensamos, lembramos e planeamos futuros passeios.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:31

Turistando pela Itália - Milão

02.03.20

Depois de RomaNápoles, Florença, Veneza, Verona, chegou a última cidade de onde faria o regresso: Milão.

 

O tempo dedicado foi curto. Chegamos de comboio a meio da manhã de Verona e o avião era ao fim da tarde. Ao todo foram cerca de 5 horas. Houve apenas tempo para ir aos pontos principais.

 

De metro, fomos da estação até à Catedral.

IMG_20190922_112203.jpg

Em frente tem as famosas galerias Vitorio Emanuel.

IMG_20190922_113142.jpg

Milão é a cidade da moda e há lojas, lojas e mais lojas. Até uma sessão fotográfica encontramos (a um domingo de manhã - pareceu-me mais exibicionismo que outra coisa).

Mais à frente há o castelo. Muitos vendedores ambulantes à volta o que torna o passeio constrangedor.

IMG_20190922_120707.jpg

 

IMG_20190922_121506.jpg

IMG_20190922_122050.jpg

 

IMG_20190922_122144.jpg

 

Foi uma visita curta a Milão. Da pesquisa que fiz, vi o principal. Porém, reforço, parece ser a capital do consumo.

IMG_20190922_122534.jpg

 

IMG_20190922_125033.jpg

E assim, ao longo destes posts partilhei a minha viagem em Setembro a Itália.

Devido à excelente rede de transportes públicos ferroviários, foi possível em 7 dias visitar 6 cidades. A partida foi feita do Porto com destino a Roma e o regresso de Milão ao Porto.

Com um bom planeamento, consegui ver nas várias cidades praticamente tudo o que queria e os seus pontos principais. Perdi algum tempo, mas vale a pena. Consegui também algumas poupanças significativas nos comboios ao comprar antecipdamente através do site dos comboios italianos. Quanto aos hoteis, a maioria dos reviews é má para os mais baratos. Envolveu também alguma pesquisa para os escolher os mais razoáveis.

 

Registo de Itália - Turistando por Roma

Registo de Itália - Turistando por Nápoles

Registo de Itália - Turistando por Florença

Registo de Itália - Turistando por Veneza

Registo de Itália - Turistando por Verona

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Turistando pela Itália - Verona

28.02.20

Depois de Roma, Nápoles, Florença e Veneza, chegou a vez de Verona. Terra do amor, do Romeu e Julieta.

Nesta cidade fiquei duas noites de modo a fugir aos preços caros de Milão e Veneza.

Foi a cidade que mais gostei.

 

Romântica, aconchegada e sem vendendores de selfie sticks. Não é grande, mas é ótima para andarmos ao nosso ritmo.

A manhã começou com a visita à casa do Romeu e da Julieta. O destaque é a famosa varanda e a foto das maminhas na estátua. No alpendre existem montes de chicletes coladas na parede com mensagens amorosas ou pura e simplesmente sugestivas como esta.

IMG_20190921_102223.jpg

 

IMG_20190921_102511.jpg

 

IMG_20190921_102523.jpg

 

IMG_20190921_102715.jpg

 

Ao deambular pela cidade chegamos a preça central onde tem umas banquinhas com souvenirs e fruta fresca. Optamos por de manhã, ir para este e subir ao Castelo onde tem o miradouro com vista panorâmica sobre Verona.

O acesso é de funicular e custa 1 €.

IMG_20190921_112403.jpg

 

IMG_20190921_113859.jpg

No regresso à cidade, passamos por uma das muitas pontes (a cidade está construída no "U" desenhado pelo rio) e chegamos a uma das praças centrais. Com uma arquitetura singular à volta, com duas grandes torres, deixamo-nos perder no mercadinho que há no centro.

Vendem-se essencialmente souvenir e copos de fruta.

IMG_20190921_105002.jpg

IMG_20190921_161121.jpg

 

Indo pelas ruelas, chegamos ao Castelo e esta ponte militar. 

Nas suas margens existem bonitos jardins.

IMG_20190921_144251.jpg

IMG_20190921_151014.jpg

Esta é umas das pontes mais singulares, com mais uma entrada de segurança da cidade. Não é dificil de imaginar a sua função nos tempos medievais. Quando a vi, fez-me lembrar o forte de Ucanha aqui em Portugal.

IMG_20190921_110753.jpg

IMG_20190921_110942.jpg

Descendo, passamos pelo porta de entrada da cidade.

Mais uma entrada fortificada da cidade, com um enorme relógio.

IMG_20190921_142015.jpg

Em frente tem a Arena ou o coliseu.

Ponto central de Verona, ainda hoje se realizam concertos e espetáculos lá.

Foi palco de um desfile recente da marca italiana de lingerie, Intimissimi.

IMG_20190921_141504.jpg

 

IMG_20190921_141627.jpg

IMG_20190921_152804.jpg

Pelas ruas medievais, há algum comércio.

Numa delas, encontra-se este edificio esburacado.

IMG_20190921_171858.jpg

Verona é das cidades mais bonitas, simples e calmas por que já passei.

Um dia é suficiente.

Vindos de Veneza, optamos por pernoitar aqui duas noites por ser mais barato. De manhã seguimos por Milão.

Registo de Itália - Turistando por Roma

Registo de Itália - Turistando por Nápoles

Registo de Itália - Turistando por Florença

Registo de Itália - Turistando por Veneza

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26

Turistando pela Itália - Veneza

25.02.20

Depois de Roma, Nápoles e Florença, fomos até Veneza.

Apesar da distância não ter sido a maior, foi a viagem de comboio mais cara, mesmo comprada com dois meses de antecedência. O comboio ia lotado.

 

Saídos estação, damos logo de caras com um canal. 

IMG_20190920_111449.jpg

IMG_20190920_111625.jpg

Curioso estarem à porta da estação uma espécie de transportadores com carrinhos de mão para transportar as malas dos turistas. 

O passeio em Veneza foi deambular pelas ruas, ruelas e canais. Anda-se, anda-se e vêm-se canais por todo o lado e pontes muito pistorescas, alinhadas com restaurantes e casas dispostos sobre a água.

IMG_20190920_113034.jpg

 

IMG_20190920_114133.jpg

 

IMG_20190920_114142.jpg

 

IMG_20190920_114915.jpg

A Praça de São Marcos é inevitável.

 

Um amplo espaço com a catedral com arquitetura invulgar, torre do relógio e claro lojas e restaurantes.  Apenas aqui notei mais pessoas - essencialmente excursões.

IMG_20190920_121916.jpg

IMG_20190920_122811.jpg

IMG_20190920_122418.jpg

Ao contrário do que estava à espera, a cidade é muito limpa (apesar de não se verem muitos caixotes do lixo) e é totalmente destinada a pessoas.

IMG_20190920_124543.jpg

Não há carros, nem motas, nem bicicletas. A circulação é feita por barcos. 

 

É muito curioso parar uns minutos e sentarmo-nos junto aos canais e ver o trânsito. Tudo é transportado por via fluvial: alimentos, lixo, consumíveis, etc. Até as ambulâncias são barcos.

É difícil imaginarmos como seria a nossa vida sem o popó.

IMG_20190920_124735.jpg

 

IMG_20190920_124828.jpg

IMG_20190920_124921.jpg

Na cidade, por todo o lado há pontes.

Quanto aos preços, evitei as zonas mais movimentadas. Fora dessas ruas, há os preços de outras cidades.

Quanto ao movimento, talvez por ser Setembro não achei que houvesse a avalanche de pessoas que as pessoas descrevem. É natural que em ruas estreitas, haja mais aperto, mas circulava-se perfeitamente.

IMG_20190920_143846.jpg

 

IMG_20190920_145128.jpg

Tal como em Florença, numa das pontes há construções com ourivesarias. 

Aqui, estão construídas no meio da ponte, sendo a circulação das pessoas mais fcilitadas.

IMG_20190920_150230.jpg

IMG_20190920_145656.jpg

Gostei muito de Veneza, mas não dormi aqui porque os hoteis são caros e com maus comentários, para além das taxas turísticas elevadas. Dedicamos um dia  a esta chegada (chegada de manhã e partida à tarde). Seguimos ao fim do dia para Verona.

 

Registo de Itália - Turistando por Roma

Registo de Itália - Turistando por Nápoles

Registo de Itália - Turistando por Florença

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:26

Turistando pelo Porto

15.02.20

Este sábado, fui a um velório da mãe de uma amiga na Maia. Preferi ir de manhã dar-lhe um beijinho do que ir ao funeral. São sempre momentos muito tensos, tristes e que não sei muito bem como reagir nem o que dizer. Assim, preferi ir ao velório, estar um bocadinho com ela e outros amigos em comum.

 

À vinda embora, decidimos ir almoçar ao Cais de Gaia e turistar um pouco pelas margens do Rio Douro.

Já há alguns meses (ou melhor anos) que não ia lá. 

IMG_20200215_115902.jpg

 

IMG_20200215_115913.jpg

Ir com carro, a única alternativa é deixá-lo no parque e pagar.

Lá, fomos almoçar a um restaurante que já não ia à muito tempo e andava ougado. Fomos ao Pasta Caffe. Sim, é um restaurante sem nenhuma ligação à cidade e é de uma multinacional portuguesa, mas de vez em quando sabe-me tão bem comer lá ... :) Depois, fomos ver as novidades percorrendo todo o cais.

IMG_20200215_133107.jpg

Ainda não tinha ido ao mercado da Beira Rio - reformulado com um novo conceito. Tem várias bancas com pequenos negócios de restauração de empreendedores do Porto e as típicas bancas de fruta e legumes. Super higienizadas, enquadradas e protegidas das intempéries. Não sei o feedback dos comerciantes, mas o resultado parece muito bom!

IMG_20200215_115202.jpg

IMG_20200215_115112.jpg

Por lá, reparamos que a rua principal está cortada ao trânsito. Da última vez que lá fui, havia carros a circular. Agora é dos peões.

IMG_20200215_133616.jpg

Muitas banquinhas de artesanto e um dos spots mais fotografados no Instagram: a loja dos bolinhos de bacalhau com queijo da serra. Lá dentro aquilo é qualquer coisa. Muito dinheiro investido, muito bonito e com concerto de piano ao vivo. Não admiro que um simples bolinho de bacalhau grandito custe ... 5 euros!

IMG_20200215_134424.jpg

Atravessamos a ponte e fomos até ao lado do Porto.

Muitos turistas sobretudo brasileiros e espanhóis.

Se há coisa que admiro é que no comboio de restaurantes que há junto às margens do rio Douro, é a inexistência das grandes multinacionais de fast food e cafés. Por enquanto são restaurantes "individuais" que existem.

Um bom passeio.

IMG_20200215_140740.jpg

À vinda, fomos conhecer a Mercadona. Fomos à loja do Canidelo. Um supermercado que praticamente só tem marca própria, corredores muito largos, produtos impecavelmente dispostos e muitos funcionários. Os preços são semelhantes à concorrência. Tem muita oferta de take away, bolos e coméstica. Mais um supermercado...

IMG_20200215_141105.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19

Turistando pela Itália - Florença

08.01.20

IMG_20190919_155908.jpg

Depois de Roma e Nápoles, a chegada na noite do 3º dia foi atribulada como contei aqui. A viagem foi feita de comboio entre Roma e Florença. Aconselho a compra (bastante) antecipada para poupar.

 

Depois do ultrapassado o susto,  o 4º dia foi dedicado a Florença.

 

Capital do Renascimento, começamos pelo Duomo.

Esta igreja tem esta arquitetura completamente invulgar, revestida a mármores verdes e brancos. A cúpula é o ex-libris e demorou mais de 100 anos.

Dizem que é a quinta maior igreja da Europa.

A fila para entrar era relativamente longa pelo que optamos por não desperdiçar tempo aí.

 

IMG_20190919_103657.jpg

 

IMG_20190919_104149.jpg

Mesmo em frente tem uma pequena capela (Batistério de São João - templo romano dedicado a Marte) com um mural de bronze imperdível.

IMG_20190919_104629.jpg

 

IMG_20190919_110415.jpg

Percorrendo a cidade passamos pela Praça da República, rodeada de lojas de luxo à sua volta. 

 

IMG_20190919_122407.jpg

Um pouco atrás, havia outra igreja em mármore com uma agradável praça em frente - Basilica Franciscana de Santa Croce

IMG_20190919_121006.jpg

Como em qualquer cidade, no centro há o mercado com fruta fresca e à sua volta decorria uma feira com muita marroquinaria, tapetes e souvenirs.

IMG_20190919_112445.jpg

 

E chegamos à Piazza della Signoria. A torre do relógio é imponente e ao lado tem uma estátua de um homem nu. Quando o chafariz ativa parece que está a fazer xixi.

 

IMG_20190919_123905.jpg

 

IMG_20190919_124254.jpg

 

IMG_20190919_124738.jpg

IMG_20190919_124926.jpg

Continuando pelas ruas, notam-se pormenores arquitetónicos nas fachadas até chegar à famosa Ponte Vecchio. A imagem da cidade: uma ponte com edificios construídos sobre ela.

IMG_20190919_171308.jpg

Consiste em ourivesarias (montras no rés do chão e armazém no 1º andar). Como é estreito, há alguma confusão com muita gente. Lá dentro, vêm-se muitos turistas orientais a comprar.

IMG_20190919_125919.jpg

IMG_20190919_130207.jpg

IMG_20190919_130211.jpg

Visto de baixo não tinha muita piada, então fomos até ao Miradouro com vista sobre a cidade. Fomos a pé (cerca de 30 min)

IMG_20190919_130152.jpg

IMG_20190919_130344.jpg

IMG_20190919_154503.jpg

Florença é uma cidade bonita, aconchegada, com várias coisas para ver e admirar.

IMG_20190919_171808.jpg

 

IMG_20190919_174324.jpg

 

Registo de Itália - Turistando por Roma

Registo de Itália - Turistando por Nápoles

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:53

Turistando pela Itália - Nápoles

01.11.19

Intercalando com Roma, a segunda cidade que visitei foi Nápoles, cidade da máfia.

Fica a pouco mais de uma hora de Roma de comboio.

As expetativas eram baixas em função do que tinha pesquisado e confirmou-se!

IMG_20190917_110816.jpg

Na estação dos comboios, à chegada fomos ao Ponto de Turismo. A recomendação foi começarmos pelo Duomo. 

O caminho até lá não podia ser pior. O ambiente em torno da estação é assustador: sem nativos, com muito migrantes e pedintes, com negócios de rua onde se vende de tudo e muitos olhares indiscretos sobre as nossas carteiras. A manhã foi passada nessa zona.

 

IMG_20190917_114356.jpg

Já no Duomo, a entrada é gratuita.

IMG_20190917_113950.jpg

Fomos almoçar à famosa  "Pizzeria da Michele" onde se realizou a cena com Júlia Roberts no filme "Comer, rezar, amar".

Uma desilusão!  O espaço é escondido e do mais simples que há. Uma fila longa para quem se quisesse sentar, mas rápida no take away. Compramos uma pizza Margaritta por 5 € (barato). É grande, mas muito aquosa. Parecia ainda crua. Não gostei.

 

Pelo caminho passamos por este castelo.

 

IMG_20190917_115112.jpg

Descemos a cidade em direção ao porto. 

As ruas são sujas, cheias de beatas e lixo no chão; os prédios são altos, velhos, grafitados, descuidados e em todo o lado se vê roupa nas janelas; os carros estão todos tocados, riscados, ou amachocados e na rua que dá acesso ao porto é um stress de carros a buzinar. 

IMG_20190917_124830.jpg

Do porto consegue-se ter esta vista para a cidade - repara-se o movimento, obras e confusão.

IMG_20190917_130543.jpg

Perto do porto, existe o castelo.

IMG_20190917_133141.jpg

IMG_20190917_133548.jpg

Mais acima uma praça (Piazza del Plebiscito), onde já parecia "Europa". Um amplo terreiro, sem carros :)

IMG_20190917_134006.jpg

IMG_20190917_140308.jpg

Ao lado, havia o mar Mediterrânico e conseguia-se ver o Vesúvio ao fundo.

IMG_20190917_135223.jpg

No regresso, a rua mais bonita. Estreita, mas com muitas barraquinhas de artesanato. Das poucas coisas que se aproveitou.

IMG_20190917_152227.jpg

IMG_20190917_160715.jpg

IMG_20190917_160841.jpg

IMG_20190917_161649.jpg

 

(Apenas) foi bom para conhecer mas dificilmente tornei a lá ir.

 

Registo de Itália - Turistando por Roma

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:24

Turistando pela Itália - Roma

17.10.19

Visitei Roma em dois dias.

Dediquei um dia à parte este da cidade (Panteão, Coliseu e Trastevere) e outro dia ao Vaticano e Praça Navona.

 

A chegada do aeroporto à cidade foi efetuada pelos shuttles que existem. Se se comprar na internet (comprei na hora pelo telemóvel) fica mais barato. 

Descemos da estação central dos comboios em direção à Praça de Espanha. A escadaria é majestosa e desde este ano que as pessoas não se podem sentar lá. Tem polícia e muitos vendedores ambulantes. Entramos na Igreja cimeira e descemos a escadas.

IMG_20190916_122657.jpg

 

IMG_20190916_131501.jpg

IMG_20190916_140752.jpg

Seguimos em direção ao Panteão. Pelas ruas da cidades não faltam restaurantes de pizzas, massas e gelatarias.Para todos os gostos, preços e feitios. Optamos por fazer o percurso pelas ruas com menos lojas, mas com mais autenticidade. Foi uma boa escolha! Permitiu-nos conhecer um pouco melhor a arquitetura e ambiente romano.

 

IMG_20190916_142851.jpg

Chegado ao panteão, cuja entrada é gratuita, estavam lá os vendedores a vender lenços para cobrir os ombros. A arquitetura do Panteão surpreende pelo orifício no tecto. Está a céu aberto e as engenharia diz que não chove lá dentro, tal o arranjo.

IMG_20190916_135448.jpg

IMG_20190916_135545.jpg

Seguimos em direcção ao Coliseu passando pelo majestoso edifício em homenagem a Vítor Emanuel II. Não subimos lá cima, mas a imponência do edifício é qualquer coisa.

IMG_20190916_144233.jpg

IMG_20190916_145140.jpg

De lá, fomos ao coliseu pela extensa avenida que já conhecia de ver em blogs e televisão, pois é onde o Papa faz a Via Sacra todos os anos na Páscoa. De um lado e do outro existem as ruínas da Roma antiga. Longos metros quadrados bem no centro de Roma que se vêm da avenida e cujos guias na internet ajudam a explicar. 

IMG_20190916_151641.jpg

IMG_20190916_151911.jpg

Chegados ao Coliseu, não compramos bilhete, As recomendações eram das que não valia a pena comprar e que era mais bonito por fora do que por dentro. Apesar das obras do Metro circundantes, consegue-se dar a volta 360º. Imrpessionante a sua dimensão física e histórica. Se pensarmos na sua antiguidade (e quantas pessoas terão morrido na sua construção), ficamos surpresos. 

IMG_20190916_163407.jpg

IMG_20190916_155610.jpg

IMG_20190916_155139.jpg

Para encerrar o dia fomos ao pitoresco bairro de Trastevere. Fica perto do coliseu, sendo necessário atravessar o rio. Um bairro com muitos restaurantes e bares que embora tradicional, parece um pouco descaracterizado. E assim terminamos o 1º dia.

IMG_20190916_171050.jpg

O dia seguinte ficou dedicado ao Vaticano. Fomos de metro e viemos a pé.

Compramos o bilhete do Museu do Vaticano com antecedência. Foi o único museu que visitamos (nem tínhamos tempo para mais) e ainda foi caro. Marcamos para as 9h30. Chegamos 15 minutos antes e entramos sem qualquer problema ou filas. O Museu é bonito, grande vale a pena ser visitado. Lá é possível observar alguma da riqueza da Igreja Católica (dá claramente a sensação que a seleção das peças expostas é filtrada para não ferir suscetibilidades), a sua história, obras de arte e existem dois espaços que ficam na memória. Um é o corredor dos mapas. O teto é dourado, criando uma sensação incrível. Sentimo-os pequenos (em tamanho e em luxo).

72414385_2492334207670594_1870990979381592064_n.jp

O outro é a Capela Sistina. Com o audioguia fiquei a saber que é lá que se escolhem os papas. Uma sala com as pinturas de Miguel Ângelo. Alguns seguranças na sala impedem de tirar fotos e implicam com os ombros a descoberto. Quanto aos calções dos senhores, ninguém implica. É preciso saber gerir o tempo porque se uma pessoa ouve tudo do audioguia precisa de uma semana :

 

Depois fomos à Basílica. Aí a fila durou cerca de 50 minutos até se entrar no edificio. Mas é incrível como até num local sagrado, há chicos espertos que passam os outros na fila! Na Basílica, os tectos e altares são muito ricos e preenchidos.

 

 

IMG_20190918_130447.jpg

 

IMG_20190918_135740.jpg

 

IMG_20190918_135835.jpg

 

IMG_20190918_143041.jpg

 

IMG_20190918_143329.jpg

IMG_20190918_144323.jpg

Com o dia praticamente passado, viemos a pé até ao centro. Passamos pelo Castelo e encontramos a Praça Navona. Uma praça ampla, com arquitetura invulgar e muitos artistas de rua.

IMG_20190918_151242.jpg

(castelo)

IMG_20190918_155244.jpg

IMG_20190918_173357.jpg

Falta ainda a fonte de Trevi (de dia e de noite).

IMG_20190918_175807.jpg

 

P.S.: Escolher meados de Setembro foi uma excelente opção. Mais fresco, com menos confusão e mais barato. Roma faz-se bem a pé, mas não tem muitas sombras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal