Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Teletrabalho, outra vez, agora por opção

16.03.22

BIMG_20200530_104715.jpg

emA minha empresa deu flexibilidade aos colaboradores para adotarem um de três modelos: presencial, teletrabalho ou híbrido. Optei pelo híbrido.

 

O que seria uma medida de liberdade, acabou também por se revelar motivo de mau-estar entre as diferentes equipas. Uns colaboradores a puxarem pela normalização do ambiente presencial e outros que só vão ao escritório quando lhes convém serem vistos (e a pouparem nas deslocações mas com aumentos salariais semelhantes)... Adiante...

 

Quando achava que me tinha livrado do teletrabalho obrigatório, e já estava a ter um clima de normalização, eis que este aumento enorme dos custos com combustível nos está a fazer ponderar o nº de idas ao escritório por semana. Felizmente tenho a possibilidade de teletrabalho e posso ficar em casa, mas acho que vou ter de ficar mais vezes por opção.

Prefiro trabalhar no escritório porque a rede é mais rápida, por questões emocionais de sair fora das quatro paredes e por questões sociais: estar com os colegas e criar dinâmicas na equipa. De vez em quando sabe bem ficar por casa: não temos o desgaste das viagens e temos flexibilidade nos horários.

 

Esta inflação vai fazer com que fique mais vezes por casa porque daqui a pouco estaremos a pagar para trabalhar. 

E quem não tem essa possibilidade? Sem aumentos salariais, ou mete baixa ou corta no resto, gerando-se a bola de neve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:20


26 comentários

Imagem de perfil

De Peixe Frito a 16.03.2022 às 12:23

Tempos complicados...
Entendo perfeitamente a tua posição. Têm vantagens e desvantagens, o teletrabalho.
Tenho pessoas amigas que preferem sem hesitar. Cá está, uns olham para a carteira e outros que o horário para outras coisas fica mais flexível.
No fundo, acho porreiro a tua empresa vos dar opção
Imagino é a discórdia que poderá dar em equipas, pois a dinâmica não é bem a mesma. Espero que tudo corra bem!
Muita beijoquinha
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 16.03.2022 às 15:31

O bom é dar as duas opções, para quem pode, claro.

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De Sofia a 16.03.2022 às 19:41

Quem não tem opção, compra passe se for viável ou corta no resto! Agora que o nosso país estava a recuperar, um monstro veio destabilizar a paz de todos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.03.2022 às 15:28

Não me parece que a recuperação real estivesse a acontecer, já tínhamos inflações record antes do conflito.Só tornou a perceção mais rápida.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.03.2022 às 19:36

Infelizmente nem todos têm essa opção. Tem de se cortar gerando-se uma bola de neve. Não estou muito otimista.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 17.03.2022 às 02:37

A minha filha, em Londres, é 50/50
Sem imagem de perfil

De Zélia a 17.03.2022 às 09:46

Infelizmente não tenho a hipótese do teletrabalho, nem transportes públicos, por isso brevemente é pagar para trabalhar mas vamos andando e vamos vendo, haja saúde que o resto resolve-se.
Sem imagem de perfil

De Claudia a 17.03.2022 às 10:24

Devia de haver sempre essa opção. Eu aqui nem opção tenho. É isto e acabou.

Também optaria pelo híbrido.
A ver vamos o que o futuro nos reserva. Sinto é que passo a vida em "crises". Eu e os milhares de "jovens" da minha idade.

Beijocas
Sem imagem de perfil

De José a 17.03.2022 às 12:33

"(e a pouparem nas deslocações mas com aumentos salariais semelhantes)"

Esta é a grande diferença e problemas de mentalidade e maturidade que ainda temos nas pessoas em PT. Acha por acaso que lhe devem dar um aumento se decidir ir viver para mais longe do escritório? A isso chamam-se ajudas de custo...

Fico desiludido por ler e ouvir este tipo de comentários. Nós somos os nossos piores inimigos e não sabemos falar de "criação de valor". Isso é inveja e nada mais achar que alguém deve receber menos porque poupa mais ou deve receber mais porque gasta mais. Ridículo! Não basta trabalhar, ter um blog e escrever umas coisas. É preciso reflectir e pensar profundamente nos temas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.03.2022 às 10:10

Pensei exatamente o mesmo.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.03.2022 às 18:14

As coisas não são assim tão simples nem teóricas. No contexto da frase, referia-me ao facto de que quem vai para o escritório tem mais custos com deslocação do que quem fica em casa por opção. Só vai quando interessa ser visto. Isso é um facto, não é inveja. Mas relendo talvez possa ter passado uma impressão errada.
Se todos fossem a ficar refugiados em casa, não haveria ambiente empresarial e isso também é importante. É uma balança que mais cedo ou mais tarde algumas empresas têm colocar entre quem quer ficar em casa para poupar e quem tenta interagir fisicamente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.03.2022 às 18:45

Ir ao escritório só quando interessa serem vistos??
Não estará a fazer juízos de valor, quando se vai que seja para criar os tais laços empresariais que todos apregoam e raramente se sente.
Só porque uns querem voltar ao normal,ie, escritório não quer dizer que tenham mais razão que os outros que preferem estar em casa, é quase como apregoar que você é que está certo na sua forma de pensar.
A dinâmica de equipa ou o fortalecimento empresarial é muito mais do que ir presencialmente ao escritório, e para criar este ambiente é preciso líderes de mente aberta tanto para o presencial como para o remoto, e ter essa capacidade de retenção e transmissão de mensagem que 95% dos chefes em PT simplesmente não tem.
Sem imagem de perfil

De José a 23.03.2022 às 11:14

Caro autor, as coisas são simples mas as pessoas como você é que gostam de complicar. Nota-se o problema nas coisas que escreve e a escolha de palavras mostra que não pensa nos temas e não está equipado para pensar profundamente sobre os mesmos. Tem é uma opinião e hoje em dia pode escrever na internet para ter uns clicks.

Dizer coisas como "se todos fossem ficar refugiados em casa" é o problema. Repito o problema é da mentalidade e falta de maturidade que temos na sociedade portuguesa de uma forma geral que fica aqui visível mais uma vez. Os trabalhadores que você diz estarem refugiados em casa são os mais bem pagos em Portugal porque criam valor e tem skills muito procuradas.

Ninguém fica em casa para poupar ficam em casa sim porque são produtivos, poupam dinheiro e o custo de oportunidade de ir para o escritório é muito grande. Pesquise conceitos básicos como custo de oportunidade: é que na escola ninguém ensina sobre isto.

Quem pode ficar em casa é porque tem um trabalho compatível e faz parte de uma organização que está interessado na criação de valor e produtividade e não em coisas secundárias como "tentar interagir fisicamente". Mais uma vez aqui nota-se que faz parte dos portugueses que não tem vida fora do trabalho. As coisas tem que lhe acontecer: os amigos são os que lhe calharam na turma, ou no trabalho. Vai ao café porque é onde toda a gente vai, vê futebol porque toda a gente vê.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 23.03.2022 às 23:17

Não concordo com o que escreve.


"Ninguém fica em casa para poupar ficam em casa sim porque são produtivos" - são generalizações que não concordo e que refletem a sua perspetiva individual.

Mas tem direito à sua opinião construída na sua realidade e eu à minha.
Imagem de perfil

De Di a 17.03.2022 às 19:19

Transportes meu querido.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.03.2022 às 18:15

Infelizmente não é fácil. Temos uma rede muito pobre fora da cidade do Porto e Lisboa (vá Coimbra ou Braga). Comboio é extremamente limitado. Nem todos têm essa possibilidade. Há muitas zonas industriais por esse país fora (incluindo a minha) onde não passa um único transporte.
Sem imagem de perfil

De s o s a 17.03.2022 às 20:43

pois, é isso mesmo, a bola de neve. O mais sao pormenores.

No entanto no momento só consigo dizer que a situaçao é nova, está em transiçao ate ao que será consolidaçao.
E mais nao ocorre de util. Por isso vou pelo mais fácil : para a semana baixa o combustivel.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 18.03.2022 às 08:58

as pessoas podem recorrer aos transportes e/ou troca de carro entre colegas, se for possível.
No tempo que trabalhei, era o que fazíamos.
Mas não sou contra o teletrabalho com um ou dois dias presenciais.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 19.03.2022 às 19:25

Um equilíbrio é sempre preferível.

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.