Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Todas as mortes são de lamentar

21.09.22

big-ben-londres-1.jpg

Morreu a Rainha de Inglaterra, no ano em que a paz na Europa foi abalada com a guerra da Ucrânia. Uma pessoa que marcou a História e que já muito neste mundo

 

Todas as mortes são de lamentar, seja a da Rainha, seja a da criança maltratada pela bruxa que cobrava dívidas à mãe, seja o idoso desamparado e sem família no hospital. Todos são seres humanos. Acho um pouco hipócrita esta atitude de agora sermos todos Rainha Isabel II, mas enfim, cada um livre de manifestar os seus sentimentos como entender.

 

Confesso que tenho alguma curiosidade em assistir ao "protocolo" destes momentos, pois são inéditos para  maioria das pessoas, mas também critico alguns meia que enviam jornalistas aos pacotes para Londres, mas que no seu próprio país são incapazes de ter um jornalista por distrito. Se for preciso choram uns euros na avença do único jornalista free lancer que têm nalgumas regiões, mas entopem a antena com diretos de "enviados especiais".

 

Curioso também fiquei com a presença dos presidentes de todo o mundo no funeral. Deve haver conferências mundiais com bem menos lideres do que este funeral.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 22.09.2022 às 03:28

Noblesse oblige the english way.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 22.09.2022 às 11:42

A Elizabeth era um símbolo mundial. Daí o interesse. Por cá, há pessoas que já não se lembram dos últimos 3 presidentes da república... quanto mais ministros. Se ouvirem Elizabete II, todos sabem quem era.
Sem precisar de declarar de que lado apoia, viveu e sobreviveu a mudanças radicais.
Hoje, está tudo em pânico pois o preço dos pacotes de telemóveis podem subir 9 a 50 euros mensais, no próximo ano. Há 20 anos, as pessoas ficavam preocupadas quando a bica subiu de 50 escudos para 40 cêntimos. A rainha viveu os temíveis anos 70 e 80, onde cada dia era bem pior que agora, em que um lado e outro anunciavam "é amanhã que o mundo desaparece". Agora temos uns russos a anunciar o mesmo, os media em pânico e os jovens a fazer vídeos sobre "estar no sítio certo para filmar a explosão nuclear".
Imagem de perfil

De João Silva a 25.09.2022 às 18:12

Para ser sincero, nada vi, nada sei. Ando alheado do mundo geral, o mundo parental absorve-me por completo, mas, do que ouvi, este excesso de normas e procedimentos parte-me todo.
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 26.09.2022 às 10:45

Sempre implacável a tocar nas feridas. Adoro.

E eu comentei o mesmo, não deram tanta importância a outros assuntos com igual ou maior importância.

Beijocas
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 26.09.2022 às 18:13

Não segui.
Fui vendo, à hora das notícias, e mesmo assim, de relance.
Boas férias
Imagem de perfil

De José da Xã a 27.09.2022 às 07:41

E num país que se diz republicano...

Não vi rigorosamente nada. Morreu a Rainha? Viva o REI.

E siga a banda!
Imagem de perfil

De Lobos disfarçados de cordeiros a 22.10.2022 às 13:31

Não é um pouco hipócrita essa atitude, mas muito hipócrita pois a maior parte das pessoas são individualistas e vemos isso bem nos blogues.

Mas você acredita nos sentimentos de alguns por quem não lhe é próximo e com quem nunca estiverem?

Possivelmente nem sequer pelos seus familiares têm sentimentos.

Façam algo pelos que estão vivos. Os que morreram já não precisam que façam nada por eles. É isto que eu digo no meu blog.

Mas também esses posts a lamentar essas mortes aparecem nos destaques e alguns ficam convencidos que é um post importante e que quem os destacou se preocupa com o morte de quem não lhe é próximo.

E depois "todos" fingem que são muito corretos e que o mundo é cor-de rosa.

Eu há já algum tempo que critico isto no meu blog. Também digo todas as mortes são de lamentar. Mas não é por isso que vamos publicar textos a lamentar todas, mesmo de pessoas que não nos são próximas.

Quando morre alguém de causas naturais e em especial já com alguma idade, faz parte da vida.

Também fez bem em criticar os media. Durante vários dias andaram a falar nisto quando não fazemos parte do UK. Mas eles querem decidir como querem o que devemos e NÃO devemos ver. Não podem.

Um dos problemas mais graves que temos é a comunicação social, a censura, a falta de liberdade de imprensa, a manipulação.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.