Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Um ministro da economia advogado

17.10.18

200px-Pedro_Siza_Vieira.jpg

Fico um pouco surpreendido quando vejo que foi nomeado um novo ministro da Economia que tem formação e experiência profissional em ... Direito. Ver aqui. Se for conhecedor da realidade e tiver competências, menos mal.

 

O problema são os conflitos de interesses entre funções públicas e empresariais.

Entre trabalhar como advogado para grandes lobbies e depois desempenhar cargos públicos em gere o bem comum.

Entre ter um processo no Tribunal Constitucional por ser sócio gerente de uma empresa imobiliária constituídas um dia antes de tomar posse.

 

Sigo no LinkedIn a atual Secretária de Estado da Industria. Quase todos os dias publica notícias ou fotos das visitas que faz às empresas... à economia real. 

Assim, deve ser a postura de um político: deixar o gabinete em Lisboa e governar conhecendo a realidade, ouvindo a população e no caso da economia, vivenciando com os diferentes agentes para saber como governar e as necessidades.

 

P.S.: Algumas pessoas que se dizem muito liberais, já fizeram questão de associar Graça Fonseca à sua orientação sexual em vez de se falar da ... sua competência para o cargo. A prioridade da crítica surpreende.

 

É assim que querem combater a abstenção nas eleições? Que regressem emigrantes para Portugal?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:49


25 comentários

Imagem de perfil

De Andy Bloig a 18.10.2018 às 09:24

Gestão e economia são semelhantes nos cursos superiores e nas funções desempenhadas, a maior diferença é na área administrativa, onde está o direito administrativo e fiscal. São 4 a 6 cadeiras de diferença entre um e outro (gestores tem a área psicológica que o economista troca por cadeiras de direito e temática globais). A grande maioria dos economistas/gestores tiram pós graduações ou mestrados ou doutoramentos noutras 2 áreas: direito e contabilidade.

Porque, ao contrário do que a grande maioria das pessoas acha, um economista sabe muito pouco de contabilidade e de números. São 2 cadeiras de contabilidade (uma delas é estatística que é mais matemática que contabilidade) contra 6 de direito. É por isso que escrevem muito e dão aulas.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 18.10.2018 às 23:47

Na minha licenciatura só tive duas cadeiras de direito e por acaso não conheço ng que esteja na área de direito. Mas voltando ao tema, será que o curriculum do senhor em causa traz o valor acrescentado que o ministério precisa? Conhecerá este homem a realidade dos diferentes agentes económicos, nomeadamente o empresarial que o país precisa?
Deve conhecer os dos lobbies que são clientes do seu escritório de advogados ...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Blogs Portugal