Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma violência mais violenta que outra

29.03.22

IMG_20190331_103519.jpg

No mesmo dia em que meio mundo discute a agressão (e banalização) num palco mundial como o dos Óscars, há mais coisas a acontecer:

 

- As relações familiares num governo de maioria absoluta saem reforçadas. Uma ministra e um secretário de Estado são irmãos.

 

- A dança da "cunha" manifesta-se nas autárquicas. os assessores de Fernando Medina ganham lugar noutras autarquias da Grande Lisboa. Eu nem digo que para consultoria, assessorias e amizades há sempre dinheiro.

.

 - Uma jovem de 17 anos foi esfaqueada numa escola pública pelo ex-namorado - violência no namoro, mulheres mortas - porque são ignoradas.

 

- Um grupo de 4  embriagados (cuja etnia não se pode escrever) espancou militares da GNR que os faziam cumprir a lei. Já há poucos dias aconteceu o mesmo no Hospital de Famalicão mas a enfermeiros.

 

- Um bate-boca infantil entre um deputado do Chega e o outro do BE na cerimónia da tomada de posse do novo parlamento com o microfone da RTP colocado à sua frente a demonstrarem porque não podem ser levados a sério. Parecia a escola primária.

 

- Nas urgências do Hospital S. João, recordes de assistência. mesmo após a pandemia (e as promessas de mais contratações, investimento, etc), a população continua com dificuldades em ter acesso aos serviços de saúde. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:35


11 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 29.03.2022 às 20:59

Violência, mais violência, haja paciência!

Abocanharam todos os tachos: O partido é o Governo, e o país está incluído.

Boa noite.
Um abraço
Imagem de perfil

De Sofia a 29.03.2022 às 23:26

O circo e a loucura continua...
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 30.03.2022 às 03:26

O cartão partidário e outras obediências abrem muitas portas
Sem imagem de perfil

De Claudia a 30.03.2022 às 09:32

Esquece, nada do que falas interessa.
Já não viste que o Covid acabou? A guerra também, durante os próximos dias

Repito, cada vez com mais certezas acerca de não ver TV.

Beijocas
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 30.03.2022 às 12:37

A assim vamos continuando neste faz de conta que é tudo normal ....

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 30.03.2022 às 15:18

Se as pessoas fazem carreira profissional, porque é que são condenadas quando se juntam na mesma equipa, sendo familiares?
O Chega também tem lá uma jovem, que só entrou para as listas, porque é filha do chefe de gabinete do supremo líder... apesar de os media se recusarem a falar do assunto, dando destaque a que a jovem organizou 3 festas académicas e fez parte da equipa, do CDS, que andou a promover o partido, nos festivais de verão, em 2019.

Se estás a trabalhar num cargo e precisas de um assessor, abres um concurso público, 6 a 200 meses, para resolver, tens alguém que tem diplomas e na entrevista mostrou que é capaz de te atirar pela janela do 12 andar, mal saiba que pode ficar com o teu cargo e tens outro, que já trabalhou contigo 17 anos e sabe como funcionas. Qual será a opção que escolhes?
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 30.03.2022 às 22:05

Na tua primeira pergunta, respondo que é por estarem no cargo que estão: a gerir um país, com pouco escrutínio e a estimar a causa pública. São irmãos. Se fosse no privado, não me chocaria, agora num Governo (ainda por cima de maioria absoluta).
Não é só o Chega, é também a Iniciativa Liberal com familiares cruzados nas listas. Enfim...
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 31.03.2022 às 10:30

Estás a dar valor a serem irmãos, em vez de validares cada pessoa individualmente. Ele já fez parte de 4 governos... um deles até era da direita. Ela dirigiu a bancada do partido e fez parte da liderança da união europeia. Se se vão eliminar pessoas porque tem uma ligação familiar, então que os currículos apresentem a árvore genealógica até ao 13 grau (300 anos), para comprovar que não tem ligação a mais ninguém daquele governo.
Fizeste o mesmo com a vice-primeira ministra... futura candidata ao cargo em 2025 (O Marcelo ameaçou que caso o Costa avance para a liderança do conselho europeu, vai convocar legislativas, antes de terminar o mandato.)
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 31.03.2022 às 21:33

Na minha visão para cargos tão sensíveis e ponderantes, serem irmãos pode condicionar a sua competência na tomada de decisão. Têm ambos demasiado poder nas mãos. Sobre a ministra Mariana até simpatizo com ela mas não concordei nem concordo com o facto de estar a gerir um país juntamente com o seu pai. Acho imoral.
Imagem de perfil

De Di a 30.03.2022 às 22:54

Sem comentários..
Imagem de perfil

De João Silva a 01.04.2022 às 07:22

Isto anda tudo muito agreste nesta altura.. começa hoje apenas o segundo trimestre...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.