Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Vergonha na ordem de vacinação

04.02.21

IMG_20190331_113052.jpg

 

Tenho tentado abstrair-me das notícias (seguindo até as sugestões de algumas pessoas da blogosfera), mas não posso deixar em claro a vergonha que sinto com todos aqueles que tentam passar à frente dos outros na vacinação. Servem-se cunha, de amizades, de influência e não há punição.

Parece um país anárquico, que é tal e qual como os vícios que nos pintam.

Havia quem achasse que vínhamos melhores pessoas deste confinamento.

 

Não, não viemos.

Já o tinha escrito quando houve as manifestações racistas e extremistas e agora está outro caso.

Olhamos para 1º eu, 2º eu, 3º eu. Vamo-nos servir do amigo médico para passarmos à frente dos outros. Afinal, o que é que pode acontecer ? Nada, como se vê.

Provavelmente irei ser dos últimos a ser vacinado, na minha vez. Sou saudável, jovem, não tenho cunhas nem tenho influência económica e ainda por cima em teletrabalho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:05


14 comentários

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 05.02.2021 às 21:52

é muito discutível Andy. Não estou muito de acordo com os teus argumentos face aos casos que houve porque não se tratam de funcionários em contacto direto com os idosos. Os casos denunciados são, isso sim, de pessoas que se aproveitam dos seus cargos que muito provavelmente raramente põem lá os pés (exceto nas festas, nas visitas oficiais e para entregar as despesas).
Em relação à validade da vacinação, convenhamos que entre vacinar um bombeiro, um polícia ou um idoso que viva a 100/200 metros, opta-se pelo marido da diretora que está a porta (por mero acaso naquele momento) ou pela filha que é voluntária no hospital (será mesmo?). Claro que cada um usa o argumento que dá mais jeito, mas não me convencem. Acho que a % é a contrária à que indicaste: 1% até pode ser razoável (como o caso do INEM em que não havia relação de parentesco - é a exeção) e os outros 99% uma fraude.
Imagem de perfil

De Andy Bloig a 06.02.2021 às 11:20

Saberás que os bombeiros e polícias (e os membros da protecção civil) não podem suspender os turnos, sem ter substitutos disponíveis? Não é possível um enfermeiro ligar para um quartel de bombeiros (ou uma esquadra) e pedir voluntários para levar a vacina. Por isso é que os quartéis e esquadras vão ser vacinados dentro de um sistema que permite vacinar toda a gente, sem tornar o local inactivo para qualquer situação que surja. A vacina obriga a preencher uma ficha e a ter de esperar 30 a 40 minutos, para voltar a ser observado por pessoal médico, depois de vacinado. Fazer isso sem aviso, podia gerar situações terríveis e impossíveis de cobrir, além de procedimentos disciplinares. (Os que não estão a cumprir os turnos, estão incluídos no parágrafo seguinte.)
No caso do "idoso mais próximo", saberás o que significa RGPD? Esse proíbe a utilização dos dados pessoais. É por isso que as marcações são feitas pelas ARS, seguindo a listagem recebida da Segurança social (aqui é que já existem situações de pessoas que não estão a trabalhar nos sítios e são inscritos, sem que alguém note que não fazem parte das unidades), no caso de instituições, ou pelos centros de saúde, no caso dos utentes gerais. Ter idosos em lista de espera com o aviso que "entre hoje ou daqui a 90 dias vai receber um telefonema e terá 10 a 15 minutos para estar presente um local do seu concelho para poder ser vacinado antecipadamente, está interessado em ficar na lista de espera?" era criar falsas expectativas, o que seria muito pior do que encontrar alguém na rua e perguntar se quer ser vacinado (ou apanhar a boleia de uma médica e dar-lhe a vacina).
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 06.02.2021 às 21:20

O que escreves é a burocracia que pode justificar a má vontade de vacinar os familiares e amigos "que estão à porta" no exato momento em que sobra uma vacina. Porém, na realidade, sabemos que os verdadeiros motivos não são esses. É o egoísmo humano. Primeiro eu, segundo eu, terceiro os que vivem comigo, quarto o amigo influente a quem quero agradar.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.