Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



You vs Tu vs Doutor(a)

10.12.18

certificate-154169_960_720.png

 

Nas duas empresas americanas onde já trabalhei, havia no escritório português uma relação muito informal entre as pessoas, tratando-se toda a gente por tu.

 

Na empresa portuguesa onde trabalhei, havia o "você" com algumas pessoas. Algumas com formação exatamente igual à minha.

 

Esta semana estive numa chamada com alguém destacado da empresa na Alemanha e na conversa em inglês, dei por mim a refletir que o "you" resolve muitos problemas.

 

Seja no trato, seja na conjugação verbal. Os ingleses não complicam não andam com o terceiro-mundismo do "você pode" nem o Doutor para cima e para baixo.

 

Quando trabalhei em Auditoria, lembro-me de estar numa empresa cotada na CMVM em que uma das pessoas mais trabalhadoras e competente da firma (com mestrado), tratava o seu chefe por "Doutor". Sim, colegas da mesma empresa com este disparate. A pessoa em causa tinha apenas a licenciatura, mas como teve alguns cargos públicos, notava-se que gostava dessa vassalagem... E isto não foi assim há tanto tempo atrás. Será que para respeitarmos uma chefia a temos que tratar por você? Por Doutor? Por Engenheiro? 

 

Entre desconhecidos ou com pessoas mais velhos, faz parte da nossa cultura a terceira pessoa, o você, mas no trabalho, entre peers, não faz sentido. A melhor coisa que os ingleses inventaram é o "You" :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:44


33 comentários

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 10.12.2018 às 18:52

Em Portugal gostamos muito de "títulos".
Há os que fazem questão de se servir dos que têm, e quem se sirva daqueles que nem sequer tem!
Imagem de perfil

De a tótó a 10.12.2018 às 18:55

Ahah o meu chefe não tem sequer o 9o ano e quando lhe chamam engenheiro parece um peixe balão
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:13

Existe tb a realidade que referiste, embora não tenho tido contacto com nenhum caso próximo.
Dá-se muita ênfase ainda ao "Doutor" mesmo com o aumento da literacia da população.
Imagem de perfil

De HD a 10.12.2018 às 18:53

O 'você' promove imediatamente o distanciamento...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:18

Sem dúvida. Distanciamento social e emocional. Dá mesmo a ideia de um certo snobismo. E o pior é que na nossa sociedade laboral não é assim tão raro.
Imagem de perfil

De a tótó a 10.12.2018 às 18:54

Damos muita importância aos títulos. E cuidado com o 'você' já assisti a uma situação em que tratar o outro por você era o mesmo que estar a mandá-lo as couves. A pessoa ficou super ofendida. Eu supostamente tenho um título desses mas detesto usar e digo smp para me tratarem pelo nome. Algumas devem achar que eu sou tola. É pena dar-se tanta importância e não se dar a outras, bem mais importantes.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:25

A nossa sociedade "laboral" ainda não evoluiu não obstante o aumento da literacia da população. O Doutor enche o ego e parece que infelizmente nalgumas situações resulta no tratamento diferenciado.
A minha ex-chefe era tratada por você e na cantina era a única pessoa que era tratada por "Doutora". Nunca disse à cozinheira para a tratar de outra maneira e tem a mesma formação académica que muitos outros colaboradores (licenciatura apenas).
Imagem de perfil

De Marta Elle a 10.12.2018 às 20:58

É verdade, os ingleses nisso são mais práticos. E já reparaste que as palavras deles não levam acentos ?
Estudei francês durante muitos anos e as palavras deles chegam a ter vários acentos. Lembro-me de uma que tem 5 acentos " hétérogénéité". Mas vendo o lado positivo, quando sabemos o som da palavra dá para perceber se é preciso colocar acento ( s ) ou não
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:28

e ... os verbos são muito mais fáceis de conjugar. não há complicações.
No tratao dos outros, a questão do trato nem se coloca. O you serve para tudo.

Que raio de palavra ... :)
Imagem de perfil

De cheia a 10.12.2018 às 21:00

Em Portugal, quem não é doutor ou engenheiro não é ninguém!
No programa da RTP1,"Sexta à Noite" já foram desmascarados, não sei quantos dirigentes da administração pública, por declarações falsas de habilitações.
Os que não têm cursos superiores, utilizam patentes do exército ou da marinha, como aconteceu com o comandante Richiard - BES
major Valentim Loureiro. Nem que tenham de se licenciarem ao Domingo, como aconteceu com o Sócrates.
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:29

Esses são uma vergonha.
Nos concursos públicos, as habilitações são a segunda condição para se ter lugar, daí tanta pressão (a primeira é o factor "c"). Tb no público se nota mais o Doutor. A maioia dos documentos publicos assinados tem sempre o título atrás. Para quê? Fomenta uma cultura retrógada.
Sem imagem de perfil

De Magui Ferreira a 10.12.2018 às 21:59

Até onde chega o nosso provincianismo.
Um licenciado passa imediatamente a Senhor Doutor!!
Sem imagem de perfil

De Cláudia a 10.12.2018 às 22:18

Na minha antiga empresa eu tratava a chefe por tu e não foi por isso que alguma vez faltei ao respeito...
Existe muito a ideia do dr...
Nesta empresa, trato os chefes por você, mas acho que nunca chamei dr a nenhum.

Beijocas
Imagem de perfil

De Sofia a 10.12.2018 às 23:23

Falando curto e grosso, os ingleses não gostam de caganças como os portugueses, onde uma grande parte dos superiores são uma nódoa!
Como trabalho em ambiente hospital, faz sentido, faz-me confusão quando vejo enfermeiros a tratar médicos por tu, nunca acaba bem, esse tipo de confianças...
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 10.12.2018 às 23:42

No caso dos médicos, geralmente, são todos tratados por doutor, como o título de engenheiro ou arquiteto. é diferente. Concordo que faz sentido.
Nas outras profissões todas, o Doutor é um ato de snobismo, vassalagem e ego.

A minha ex-chefe era tratada por você e na cantina era a única pessoa que era tratada por "Doutora". Nunca disse à cozinheira para a tratar de outra maneira e tem a mesma formação académica que muitos outros colaboradores (licenciatura apenas).
Imagem de perfil

De Sofia a 10.12.2018 às 23:44

Se trabalhas-te, já em algumas empresas deves ter apercebido que muito licenciados sabem menos, que muitos que não são e têm práctica e experiência? É o reflexo do nosso país...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 11.12.2018 às 00:05

E quando são eles ou elas que fazem questão que os tratem por doutor ou engenheiro.

Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 11.12.2018 às 22:21

irrita-me esse tipo de pessoas. é um ato provinciano e snobe. é logo motivo para olhar a pessoa de lado.
Sem imagem de perfil

De Pedro Coimbra a 11.12.2018 às 02:28

Essa mania do dr. é uma mania muito portuguesa.
E não faz sentido nenhum.
Demonstra respeito?
Não, só cagança.
Boa semana

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Blogs Portugal